Bebê e criança

Ser pai e mãe é uma grande responsabilidade, com muitas decisões a tomar sobre a melhor forma de proteger seus filhos. No entanto, nem todas as ameaças à segurança de seus filhos são visíveis.

 

As vacinas ajudam a prevenir doenças infecciosas que mataram ou prejudicaram seriamente muitas crianças. Sem vacinas, seus filhos correm o risco de doenças graves, incluindo sarampo, caxumba , coqueluche, gripe etc, que podem causar sequelas ou levar à morte.

 

A melhor atitude a se tomar é preparar os filhos para uma vida saudável e aprender que as vacinas garantem uma melhor qualidade de vida. É importante que você perceba que adiar ou pular as vacinas de seus filhos não é uma decisão isenta de riscos.

 

Por que devo vacinar meu filho?
Como pai, você quer proteger seu filho de danos. E através das vacinas, você protege seus filhos de mais de 15 doenças graves até os 2 anos de idade. De fato, as vacinas previnem milhões de casos de doenças infecciosas por ano e salvam muitas vidas apenas. Sem a proteção oferecida pelas vacinas, seus filhos permanecem vulneráveis.

Os recém-nascidos podem ser protegidos contra algumas infecções porque receberam anticorpos de suas mães. Mas a imunidade deles começa a desaparecer nos primeiros meses de vida.  Embora o leite materno forneça proteção temporária importante contra algumas infecções menores, como resfriados, infecções de ouvido e diarreia, à medida que o sistema imunológico do bebê estiver se desenvolvendo, o leite materno não o protegerá contra todas as doenças. Por isso a necessidade da proteção a longo prazo, que só pode garantir que ele receba todas as vacinas de acordo com o esquema de imunização recomendado pelo Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Imunizações, antes de ser exposto a doenças. 

Dúvidas? Dúvidas frequentes, ou entre em contato: