Estamos acompanhando informações relacionadas ao surto dessa doença respiratória causada pelo Novo Coronavírus. Sabemos que foi detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, província de Hubei, na China, e que continua a se expandir. Em 11 de fevereiro de 2020, a Organização Mundial de Saúde nomeou a doença doença de coronavírus 2019 (abreviada como "COVID-19").
 

As autoridades de saúde chinesas relataram dezenas de milhares de casos de COVID-19 na China, com a disseminação do vírus de pessoa para pessoa. Sabe-se que, a maioria das pessoas que adquiriam a doença, tem histórico de viagens a Wuhan, também estão sendo relatadas em um número crescente de casos em outros locais, incluindo os Estados Unidos. Os Estados Unidos relataram o primeiro caso confirmado de propagação pessoa a pessoa com esse vírus em 30 de janeiro de 2020.
 

Em 30 de janeiro de 2020, o Comitê Internacional de Emergência sobre Regulamentos Sanitários da Organização Mundial da Saúde declarou o surto uma “ emergência de saúde pública de interesse internacional ícone externo”(PHEIC).


Os coronavírus são uma grande família de vírus comuns em muitas espécies diferentes de animais, incluindo camelos, gado, gatos e morcegos.

Coronavírus (Covid-19)

Atualizado em 31 de março de 2020.

Informações da Organização Mundial da Saúde - OMS

Atualizado em 18 de fevereiro de 2020.

- Em 30 de janeiro de 2020, a OMS declarou que o surto do novo coronavírus (COVID-19) constitui uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII).
 

É a sexta vez na história que uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional é declarada. As outras foram:

  • 25 de abril de 2009 – pandemia de H1N1

  • 5 de maio de 2014 – disseminação internacional de poliovírus

  • 8 agosto de 2014 – surto de Ebola na África Ocidental

  • 1 de fevereiro de 2016zika vírus e aumento de casos de microcefalia e outras malformações congênitas

  • 18 maio de 2018 – surto de ebola na República Democrática do Congo

- Há sete coronavírus humanos (HCoVs) conhecidos, entre eles o SARS-COV (que causa síndrome respiratória aguda grave), o MERS-COV (síndrome respiratória do Oriente Médio) e o COVID-19.
 

- Casos de doenças causadas pelo novo coronavírus (COVID-19) foram notificados pela primeira vez em 31 de dezembro de 2019, na República Popular da China. Atualmente, 26 países já confirmaram casos – a maioria deles na China. No Brasil, assim como em toda a América Latina e Caribe, não há casos confirmados do novo coronavírus.
 

- A OPAS e a OMS estão prestando apoio técnico aos países, na preparação e resposta ao surto do COVID-19.
 

- As medidas de proteção são as mesmas utilizadas para prevenir doenças respiratórias, como: se uma pessoa tiver febre, tosse e dificuldade de respirar, deve procurar atendimento médico assim que possível e compartilhar o histórico de viagens com o profissional de saúde; lavar as mãos com água e sabão ou com desinfetantes para mãos à base de álcool; ao tossir ou espirrar, cubrir a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ou com um tecido – em seguida, jogar fora o tecido e higienize as mãos.